1º Encontro de Comunicadoras/es Negros/as, Indígenas e Quilombolas do DF

Foto: Myke Sena

O Memorial dos Povos Indígenas sediou no dia 26 de julho, de 14h às 18h, o 1º Encontro de Comunicadoras/es Negros/as, Indígenas e Quilombolas do DF. Cerca de 40 comunicadores trocaram experiências a partir de duas rodas de conversa.

A primeira delas teve como tema “Comunicação de resistência – troca de experiências ancestrais e emergentes” e foi mediada pela comunicadora indígena Daiara Tukano, da Rádio Yandê, e pela comunicadora quilombola Selma Dealdina, da Coordenação Nacional de Comunidades Quilombolas (Conaq).

A segunda roda de conversa tratou de “Novas práticas e linguagens – como garantir o respeito às identidades” e foi mediada pelos comunicadores indígenas Renata Tupinambá, da Rádio Yandê, e Gilmar Galache, cineasta da Ascuri, além da jornalista negra Juliana Cézar Nunes, da Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial (Cojira-DF).

Os debates apontaram para a necessidade de mais intercâmbio e ações conjuntas com vistas a dar visibilidade às pautas comuns, bem como partilhar as especificidades de cada luta para que as alianças possam ser efetivas. A partir do encontro, os comunicadores decidiram criar uma rede que irá atuar de forma conjunta para o avanço da etnomídia e da comunicação de (re) existência. Ficou pontuada a necessidade de um encontro nacional, que possa oferecer um panorama mais geral de experiências em curso no país.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s